Total de visualizações de página

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Centralize as compras e acompanhe a entrega dos materiais

As grandes redes de construção podem até oferecer preços atraentes, produtos diferenciados e boas condições de pagamento. O problema é que esses estabelecimentos estão localizados nas grandes metrópoles e se a obra é em uma cidade do interior, o negócio é fazer milagre com santo de casa. De nada adianta comprar o que ninguém tem, pagando em 24 vezes, se for preciso bancar fretes e mais fretes, além de enfrentar dificuldades na hora da troca ou aquisição de última hora.

Pesquise o comércio local e procure centralizar a compra do material de construção nas madeireiras mais próximas. Quando isso não for possível, faça uma compra atencipada e acompanhe passo a passo o embarque do produto. No meu caso, os ferros e os tijolos foram adquiridos de cidades vizinhas. As duas mercadorias chegaram atrasadas e por conta disso quase tive que pagar duas vezes pelo mesmo produto. O pedreiro precisava de ferro para fazer as microestacas e nada do material chegar.

Anote o celular do vendedor e ligue cobrando. Afinal de contas é seu direito receber no dia e horário combinados o produto negociado. Comprar antecipadamente e pedir para fazer a entrega de dois a três dias antes também pode evitar problemas ocasionados pelas condições adversas do tempo. Quando está chovendo normalmente as entregas são adiadas para o dia seguinte. E lembre-se: se o pedreiro ficar parado por falta de material, você terá que pagá-lo do mesmo jeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário