Total de visualizações de página

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Depois de um ano...ainda há muito coisa por fazer

Dia 10 de setembro fez um ano da mudança e apesar de já terem passado mais de 365 dias, as caixas de livros continuam encaixotadas e o escritório desativado porque virou depósito. Como? É ilusão acreditar que a nossa casa nova será como aquela retratada pelos filmes ou novelas. Você chega e está tudo pronto, organizado, com tudo funcionando. Basta morar, para os problemas começarem.

Neste tempo, fizemos o muro dos fundos e construímos uma peça para guardar a bagunça, que está em fase de finalização. E, tudo, diga-se de passagem, com recursos arrecadados ao longo desse período. Pois a dívida do financiamento e dos fornecedores continua correndo. O próximo passo será o canil, depois a entrada de pedra para a garagem e a grama para o pátio. Se o tempo ajudar (climático e financeiro) os planos são terminar todas essas melhorias até o final de 2012.

Nesses 365 dias já queimaram duas lâmpadas do forro à vista, que é super alto, e ainda não foram trocadas, estragou a tomada do telefone da sala e a única que funciona está instalada no corredor (entrou na lista de coisas para arrumar), deu um probleminha na rede elétrica e o chuveiro social foi desativado, estando em funcionando apenas o da garagem (também entrou na lista). Isso sem falar que nesses dias chuvosos umas goteiras apareceram, apesar da manta términa e algerosas. Ah! Nosso filho e seus amigos ainda providenciaram várias manchas nas paredes brancas.

Diante dos fatos, talvez alguém pergunte: você gosta da casa nova? Claro, estou amando. Afinal de contas, a casa perfeita é onde se vive feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário